Oscars 2019 tem mais uma edição marcada por polêmicas e reviravoltas. Academia quer tirar quatro categorias da cerimônia.

Às vésperas da 91º edição do Oscars, Academia mantém maldição de polêmicas entorno da premiação.

Ao contrário do que foi as outras pacatas premiações como o Globo de Ouro e o SAG Awards, a 91ª edição do Oscars ainda nem começou e já se envolveu em tantas confusões que nem dá para contar nos dedos! Entre as polêmicas, a mais recente, é que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou que as categorias de Melhor Fotografia, Melhor Edição, Melhor Curta e Melhor Cabelo e Maquiagem não serão televisionadas ao vivo. A premiação dessas categorias ocorrerá durante os intervalos comerciais.

A partir daí, nomes como Quentin Tarantino, Spike Lee e Martin Scorsese e mais de 100 profissionais de Hollywood, assinaram uma carta aberta enviada a Academia se posicionando contra a decisão. Diante de tanto reboliço, a Academia decidiu defender sua posição, alegando que “as medidas são para tentar aumentar a audiência da cerimônia, que nenhum dos indicados e vencedores será menos apreciado durante a premiação e que as quatro categorias em questão, se voluntariaram para acontecer durante os comerciais”.

Por fim, a declaração ainda afirma que haverá uma rotatividade em cada ano, escolhendo dentre quatro a seis categorias que não serão exibidas ao vivo. As categorias desta edição de 2019 estarão livres de tal obrigação em 2020. Com certeza o Oscars ficará muito mais sem graça, se em alguma edição, as categorias de melhor filme, melhor ator (ou atriz) e direção, entrarem no rodízio.

HOMOFOBIA

Mas o barraco não acabou por aqui não. Na verdade, tudo começou em dezembro do ano passado, quando o até então apresentador da 91º edição, Kevin Hart, postou uma série de tweets homofóbicos. Ele foi dispensado do cargo e a Academia decidiu não ter um apresentador definitivo, deixando assim, com diversos apresentadores revezando a tarefa. A última vez que isto aconteceu foi há 30 anos, na edição de 1989 – considerada uma das piores de todos os tempos.

CATEGORIA FILME POPULAR

Ainda em 2018, a Academia anunciou a criação de uma nova categoria: a de “filme popular”, que abrangeria filmes que fossem sucesso junto a um grande público, como Pantera Negra e Um Lugar Silencioso.

Acabou que a nova categoria gerou diversas reações negativas, pois dava a entender que filmes “populares” eram menores comparados aos famosos “filmes cult”. Sem falar que muitos questionaram como seria a escolha de um filme dito “popular”. No fim, não tivemos a nova categoria.

DIRETORAS MULHERES (#OscarSoMale)

Neste ano, o Oscars voltou a ter um domínio masculino na categoria de Melhor Diretor. Por isso, a hashtag #OscarSoMale começou a ganhar força nas redes sociais. Muitos críticos acreditam que Marielle Heller, diretora do filme Poderia Me Perdoar?, deveria ter sido indicada para esta categoria.

MENOS MUSICAS

A princípio o pessoal da estatueta dourada, anunciou que somente duas das cinco músicas indicadas à categoria de Melhor Canção se apresentariam durante o evento: Shallow de Nasce Uma Estrela, e All The Stars de Pantera Negra. Mais uma decisão gritante, e a produção da 91º edição, resolveu voltar atrás divulgando que todos os indicados se apresentarão no evento.

ROMA / NETFLIX

Por fim, a Netflix fez um grande esforço para que Roma fosse indicado ao Oscars de Melhor Filme. No entanto, certos críticos não gostaram da indicação.

O motivo foi a estratégia de exibição do longa lançado nos cinemas. Ficou apenas poucas semanas em cartaz nos cinemas dos Estados Unidos e ao redor do mundo. E ao mesmo tempo, o filme foi lançado no streaming da Netflix, diminuindo assim, sua importância nas telonas.

A 91º edição do Academy Awards será exibido logo mais às 22h pela TNT e pelo canal do Pipocando no Youtube. Confira a lista dos indicados.

About The Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.