“Estamos tornando personas non gratas e por causa de algo que eles agora consideram errado ou por ser um ponto quente em um tópico polêmico hoje em dia”.

Apesar do gênero Gospel ter caído nas “graças” do público nos últimos cinco anos, com filmes como: Até o Último Homem (2016), Superação: O Milagre da Fé (2019), Entrevista com Deus (2018), a trilogia Deus Não Está Morto (2014-2018), e Você Acredita (2015). A indústria do cinema continua agindo com certa austeridade para cima do segmento Cristão. Em entrevista ao apresentador Joe Rogan, em seu programa de Podcast The Joe Rogan Experience, o ator norte-americano Matthew McConaughey, falou sobre as dificuldades de seu posicionamento Cristão perante aos algozes, em Hollywood.

Segundo o ator, algumas celebridades têm medo de reconhecer sua fé publicamente e como isso pode afetar suas carreiras.

“Já teve momentos em que eu estava no palco agradecendo a Deus por um prêmio na frente de meus colegas, em Hollywood, na multidão, e alguns os quais já orei muitas vezes com eles antes do jantar. Vi algumas daquelas pessoas bater palmas, mas depois notei eles pensarem tipo, -‘Isso pode ser uma coisa ruim no meu currículo’ -, e então [eles] relaxaram. Já vi pessoas irem a sala e dizerem: -‘Isso não seria um bom presságio para mim no futuro, por conseguir um emprego ou votos ou o que quer que seja’. – Eu vi isso, eu testemunhei isso. Eu não os julgo por isso”.


[Total_Soft_Gallery_Video id=”2″]

Cultura do Cancelamento

McConaughey também falou sobre a nova tendência da “Cultura do Cancelamento” impregnada na indústria cinematográfica, a qual repreendeu veemente a tal tendência cada vez mais progressista em Hollywood, onde segundo o ator, os liberais estão se movendo tanto para a esquerda, que eles estão se tornando “iliberais”.

“Estamos tornando personas non gratas e por causa de algo que eles agora consideram errado ou por ser um ponto quente em um tópico polêmico hoje em dia”, disse McConaughey a Rogan. “Você não pode apagar a existência inteira de alguém. Para onde diabos vai o perdão?”

Mais tarde em sua entrevista, a estrela do “Dallas Buyers Club” disse que há alguns que “vão para a esquerda até agora e se tornam condescendentes e que 50% do mundo precisam da empatia que o lado liberal dá e deveria dar”.

“Ilegitimar alguém porque eles dizem ser crentes é muito arrogante e, de certa forma, hipócrita para mim”.

Ele também disse a Rogan que tira muitas lições de vida valiosas da Bíblia, observando que ele não vê a ciência e religião como incompatíveis uma com a outra. Em vez disso, ele vê a ciência como uma ferramenta valiosa para os cristãos.

“A ciência é a busca prática de Deus. “Os dois não são exclusivos. Eles dançam juntos; eles andam juntos, Crença e Ciência. Nunca vi isso como contradições”.

Sobre o ator

Matthew McConaughey é um ator e produtor premiado que está sob os holofotes desde os anos 1990. Conquistou um Globo de Ouro e um Oscar de Melhor Ator por O Clube de Dallas (2014), mas ficou mais conhecido pelos romances O Casamento dos meus Sonhos (2001), onde fez par com Jennifer Lopez, além de, Como perder um Homem em 10 dias (2003) com Kate Hudson.

Matthew é casado com a modelo brasileira Camila Alves, com quem tem três filhos. Levi, nascido no dia 7 de julho de 2008, em Los Angeles; Vida, nascida no dia 3 de janeiro de 2010, e Livingston, nascido no dia 28 de Dezembro de 2012. Os dois oficializaram a relação no dia 9 de Junho de 2012, numa cerimônia íntima no Texas.

About The Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.